Boas Vindas !

Há alguns anos venho percorrendo, de moto, alguns caminhos. Em especial em nossa Linda América. Aqui tenho pequenos relatos, fragmentos destes passeios. Eles foram feitos com o intuito de preservar um pouco do que eu vi. Um pouco do que eu vivi.

Agora, com poucos cliques, revejo caminhos... Selvas, desertos, gêiseres, caminhos patagônicos, geleiras, lagos, canyons, entranhas da terra... relembro de ares gelados de madrugadas altiplânicas...

De tudo o mais importante: revejo olhares e relembro atitudes de gentes que serão para sempre parte de minha vida. Ao viajante que passar por aqui espero que goste.

domingo, 20 de novembro de 2011

BOLIVIA, UYUNI, SALAR, FIESTA DE LA VIRGEN DE URKUPIÑA, EL CAMINO DE LA MUERTE, INTEROCEÂNICA SUR (retorno ao Brasil pelo Acre).


Em 2010, desta vez durante os meses de agosto e setembro, retomei minhas "aventuras" pela América. Tenho um propósito. Em princípio, enquanto "jovem" (ainda que o espelho, com razão, teime em me desmentir, me considero assim), quero conhecer o máximo de nossas terras americanas.
Desta vez sai de Santo Ângelo com a ideia principal de conhecer o famoso SALAR DE UYUNI, maior planície de sal da terra, área de 12.000km2, a 3.600m de altitude e, também, de pilotar pela não menos famosa ESTRADA DA MORTE, caminho entre La Paz e Coroico, ambos na Bolívia. Mas antes de chegar a tais locais tinha o que de melhor ocorre nas viagens, “o caminho” propriamente dito. E o caminho implicou em tomar uns vinhos em Mendoza (oeste argentino), visitar algumas das casas de Pablo Neruda, em Santiago e em Viña del Mar, no Chile, dar uma olhada no pacífico, subir para tentar, pela terceira vez, visitar Chuquicamata (a maior mina de cobre a céu aberto do mundo), em Calama-CH, la tierra del sol y cobre.
Desta vez, finalmente, com o auxílio de pessoas que trabalham na recepção de turismo da mina, consegui visitá-la.
Muitas vezes tenho dificuldades nas visitações pretendidas, uma vez que quase tudo o que "programo" é no improviso. A verdade é que raramente tenho uma programação. Então é recorrente o fato de passar por alguns lugares e não ter mais vagas nos locais de visitação pretendidos. Como sempre penso que um dia vou retornar não esquento muito com isto. Ademais, os locais de atração são infindáveis. Se não é possível visitar um local vou a outro.
Antes e pelo caminho, ainda no Chile, após Viña Del Mar, Valparaíso, e subindo por La Serena cheguei em Copiapó. Local onde, na época, estavam ainda soterrados os trinta e três mineiros na Mina San José. O dia em que cheguei em Copiapó foi um dia abençoado. Neste dia o grupo internacional formado para resgatar os mineiros conseguiu contatá-los. A sonda de perfuração, após algumas tentativas frustradas, os localizou, desceu até onde eles se encontravam soterrados e conseguiu contatá-los. Nesta oportunidade eles enviaram, pela sonda, o bilhete que ficou internacionalmente famoso e no qual afirmavam, "estamos bien, en el refugio, los treinta y tres . Para sempre lembrarei este dia. O compartilhei junto de amigos chilenos e acompanhei a emocionante comemoração onde, nas carreatas que fizeram, eram constantes os gritos: "Chi, Chi, Chi, le, le, le, Viva los mineros de Chile". Não creio que eles manifestarão tanta alegria em uma comemoração de um campeonato de copa do mundo, como eles a evidenciaram, por justa razão, neste dia.
Depois deste belo e feliz momento, passa­ndo por Taltal, Antofogasta e o Tropico de Capricórnio, me fui em direção a Calama onde, como frisei, após visitar Chuquicamata segui em direção a fronteira com a Bolívia.
Com o foco num dos objetivos da viagem, em terras bolivianas, no caso o Salar de Uyuni, a passada por Calama foi rapida (Calama realmente não tem grandes atrativos), Passando por Chiu Chiu, pelos Salares de Ascotán e de Cárcote cheguei em Ollague que foi o último pueblo chileno no qual estive antes de entrar na Bolívia. Em Ollague fiz aduana que está semi-integrada. No lado direito de quem vai fica a aduana chilena. Lado esquerdo, cruzando os trilhos de trem, está a aduana e imigração boliviana.
Após os trâmites de estilo, adentrei na Bolívia por Estación Abaroa. Me fui em direção a Chiguana, Julaca, Rio Grande, Vila Alota para, finalmente, chegar a cidade de Uyuni. De Uyuni partem a maioria dos passeios para conhecer o seu famoso salar. Local fantástico. Vale revisitas. Dentro do salar, outro local de visitação imperdível e que faz parte de todos os pacotes turísticos, é a Isla Incahuasi ou Isla Pescado. É chamada assim porque tem a forma de um peixe. Mas ela é famosa pelos seus cactus gigantes com mais de novecentos anos. Ainda no salar visitei Coqueza. Coqueza é um pequeno paraíso onde a companhia dos humanos fica limitada a flamingos e llamas. Um local para descansar.
Do salar retornei a cidade de Uyuni a qual encontrei em grande festa. Fui "presenteado" com a festa para a "Virgen de Urkupiña", a padroeira local. A festa é para a virgem mas quem se diverte são os (in)fiéis. Uma bela festa popular com direito a desfiles, belas moças e muita fantasia. Algo parecido com o carnaval de algumas cidades do interior de nosso país. (oportunamente sigo com os relatos e posto mais algumas fotos).





























































































































18 comentários:

  1. Oi querido!
    Fotos e texto gostosos de ver e ler...
    Mas para variar tu deixou tua amiga de fora...não vi o meu blog junto aos que tu segue!
    Sivigonha
    bjão

    ResponderExcluir
  2. Fotos maravilhosas!!! Uma maneira de viajar que eu nunca pensei em fazer - mas me interessei! Só fiquei curiosa para saber o que tu comeu naqueles dois pratos das fotos?!
    Bjaoo
    ana

    ResponderExcluir
  3. Aninha querida,
    Que bom que gostastes das fotos. Os pratos são o cuy (tradicional prato da cozinha peruana - lembra do rato da índia ?? kkkk o próprio kkkk), comi a primeira vez em Huaraz (onde tem o sítio arqueológico da cultura Chavin) e o outro (o verde) é o nosso tacacá (o comi em Xapuri, AC).http://pt.wikipedia.org/wiki/Tacac%C3%A1
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Grande Amigo Gilson, muito show o Blog, sensacional as fotos... vou estar acompanhado tua próxima aventura...
    Grande Abraço
    Leandro Aggens
    Maxitrail

    ResponderExcluir
  5. Show de bola as fotos meu. Vou ter que aprender a fotografar contigo.
    Parabéns manunho.

    ResponderExcluir
  6. Show de Bolas tuas fotos Gilson!!! Aproveita a nova empreitada!! abração
    Felipe

    ResponderExcluir
  7. Hermanito....show de bola. "Viajei" literalmente.
    Saudade do irmão. Se cuide.

    Abração estradeiro.

    Biazus - ChicoBel (46)9115-6005


    "CONFIA EM JESUS...ELE NÃO TE ABANDONA"

    ResponderExcluir
  8. Eai seu gilson como é que ta? Hoje ao ver suas fotos acabei chorando, pois vi o maior sonho do homem se realizar na sua vida. Sonhamos em sermos livres, mas acabamos presos a um sistema que nos torna meros fantoches, abrimos mão de muitas coisas para vivermos o que nos é imposto. Admiro sua coragem de se aventurar por ai, conhecer novos lugares,através de suas fotos e ao fechar os olhos, podemos partilhar um pouco do que vc sente, sei que há muitas dificuldades, mas se pararmos de lutar e nos acomodarmos, então já estamos mortos.Um grande abraço e que Deus lhe acompanhe em sua viajem. San.

    ResponderExcluir
  9. Mana "Véia" do meu coração.
    Vê se fiz certo, bicho loko !!
    bjs.

    ResponderExcluir
  10. Grande maninho, Sanderson,
    Valeu. Obrigado pelas palavras !!

    ResponderExcluir
  11. Hermanito, BIAZUS,
    Sigamos juntos en los viajes !!
    Um baita abraço.

    ResponderExcluir
  12. Enquanto você ainda está no silêncio, na intimidade dos seus pensamentos, nos devaneios do espírito da rotina de mais um despertar, a vida se revela... Emocione-se com os fenômenos da natureza, a chuva, o vento , as nuvens, os trovões, os primeiros raios de sol que estão começando a colorir o céu ... E principalmente , emocione-se porque você faz parte deste espetáculo...

    ResponderExcluir
  13. Grande Amigo ... LINDA VIAGEM Belas fotos ....
    Fica com Deus ... estamso no acompanhamento e dia 02 estou indo para o Chile até Copiapó e passar o paso San Francisco ....
    Vi até uma fotos de um adesivo que colei em 2007 da nossa viagem ao Chile em uma de suas fotos ... obgado amigo ...
    Abços

    ResponderExcluir
  14. Cristyan e Jeferson22 de dezembro de 2011 16:11

    ô seu Gilson, show de bola esses lugares ai, sem contar a história, muito interessante.
    Feliz de quem tem a oportunidade de visitar estes lugares.
    Ficamos todos agradecidos, por poder estar nôs passando um pouco deste lado do mundo, em que certamente a grande maioria não conhece, e que através destas histórias e suas fotos conseguimos intender um pouco melhor sobre estes lugares.

    Que Deus sempre esteja com você, lhe dando força para sempre estar nôs mostrando lugares como este.

    Siga em frente, estamos juntos nessa !

    Um grande abraço de seus amigos Cristyan e Jeferson !

    ResponderExcluir
  15. Muito bom grande Gilson! Viajar sem escrever sobre nossas viagens, é como se faltasse um pedaço da viagem! Só quem o faz, escreve, sabe de quantas lembranças nos são reavivadas! Muito obrigado por partilhar e plantar em nós coragem para partirmos em busca das nossas próprias realizações! Vc é fera! Tô na tua "cola mermão"! Um grande Abraço!

    ResponderExcluir